Campanha que tem previsão para Agosto, pretende vacinar meninos e meninas contra o vírus neste semestre. Além do HPV, a Secretaria de Saúde também pretende reforçar a dose contra a meningite C
Cornélio Procópio – Por causa da pouca procura nas Unidades Básicas de Saúde para a vacinação contra o HPV, a Secretaria Municipal de Saúde definiu para o mês de Agosto, a realização de uma campanha especifica para chamar a atenção da população da importância desta vacina. Em março deste ano, foi feita uma pesquisa que constatou que mais da metade dos jovens brasileiros entre 15 a 25 anos estão infectados com o HPV, que na sigla  inglesa significa "Papiloma vírus humano". Os números foram divulgados pelo Ministério da Saúde. A vacina é disponibilizada pelo SUS (Sistema Único de Saúde) desde 2014, sendo a forma e mais eficaz da prevenção. Podendo proteger contra os tipos 6, 11, 16 e 18 do vírus, ela pode diminuir em até 98% a incidência de verrugas e lesões percursoras de câncer, como o câncer de colo de útero e garganta, além de outras doenças. A infecção pode causar verrugas na maior parte do corpo dependendo do vírus. O contagio pode ocorrer no contato entre a pele, e principalmente durante a relação sexual.                                                                                                                     De acordo com a Secretária Municipal de Educação, Angélica Olchaneski de Mello, a campanha está prevista para acontecer no mês de Agosto, e a ideia da campanha é aumentar o número de jovens vacinados, já que a procura pela vacina está em baixa demanda na cidade. A faixa de vacinação para o HPV se mantém entre 9 a 14 anos para meninas, e para meninos é de 11 a 14 anos. “Queremos reforçar a campanha nas escolas municipais e estaduais, para reduzir os números de casos da doença causados pelo HPV e Meningite, aproximando os jovens aos postos de vacinação”, destacou a responsável pelo setor de epidemiologia do Município, Alessandra Ito. Além do HPV, a campanha também incluirá o reforço contra a meningite C. Os sintomas da meningite são febre, dor de cabeça, náuseas e manchas vermelhas na pele. Em geral a transmissão é de pessoa a pessoa, através de vias respiratórias. Assim como no HPV, a campanha da meningite focará nos pré-adolescentes sendo meninos de 11 a 14 anos e meninas de 12 e 13 anos. A Secretaria Municipal de Saúde também alerta a população que na presença de qualquer sinal ou sintoma da infecção pelos vírus do HPV ou meningite, recomenda-se procurar um profissional de saúde para avaliar corretamente a situação, diagnosticando e indicando um tratamento correto. (Comunicação/Prefeitura)