Entre os destaques, muita música ambiente ao vivo, barracas com comidas típicas e artesanatos

Cornélio Procópio – Está previsto para esta terça-feira, a partir das 18 horas, na Praça Brasil, no centro da cidade, a realização de mais uma edição da Feira da Lua. Promovida pela Secretaria de Cultura da Prefeitura de Cornélio Procópio a Feira da Lua deverá reunir centenas de famílias e visitantes para degustar  inúmeras iguarias nas barracas instaladas ao longo da praça. Esta será a segunda Feira da Lua da atual gestão do prefeito Amin Hannouche (PSDB). Segundo o Diretor de Cultura, Nelson Catucci, a Feira da Lua está sendo gradativamente incrementada em cada edição. “Estamos resgatando esta modalidade de feira que inclusive foi criada na segunda gestão do prefeito Amin Hannouche e que ao longo dos últimos anos ficou em segundo plano pelas autoridades”, afirmou Catucci. Ele agradeceu a todos os colaboradores da prefeitura e da direção da Feira que realizaram com sucesso, a primeira edição, realizada na Praça Botafogo no mês passado. O Diretor de Cultura ressaltou ainda que durante a Feira, as famílias e os feirantes podem desfrutar de música ao vivo, barracas com inúmeras opções de alimentos, parquinho para as crianças e muita animação.  (Comunicação/Prefeitura) (Fotos/Divulgação)

Segundo engenheiro do estado, Ivan Ricardo Fernandes, projeto deverá ficar pronto em sessenta dias para poder se estimar o valor do investimento.

O prefeito Amin pediu e o Governo do Estado atendeu. Unindo forças com o Poder Judiciário, Ministério Público, OAB (Ordem dos Advogados do Brasil), Polícia Civil e Militar, Amin recebeu na manhã desta quarta-feira, dia 01, o chefe de engenharia da Secretaria de Segurança Pública do Paraná, Major Ivan Ricardo Fernandes, que vistoriou a cadeia municipal de Cornélio e já garantiu recurso para reforma do local e possível ampliação do espaço para atender os detentos do sexo feminino.  Na constatação foram levantadas questões para segurança da população em manter os presidiários alojados de uma forma mais adequada. Um exemplo dado pelo Chefe de Cadeias Públicas da Região de Cornélio Procópio, Wendel Stutz, é a necessidade de instalação de chuveiros elétricos. Segundo ele, no inverno há um alto índice de enfermidade no presídio causado pela friagem e o banho quente, ajudaria sanar a motivação de saídas da prisão para consultas médicas.

Stutz avaliou ainda que a cadeia pública de Cornélio é a que possui a melhor estrutura de cela de todas as cadeias da região. Ele se lembrou da construção do espaço na administração do prefeito Amin em 24 de maio de 2007, que sanou um grave problema do antigo cadeião. Outras necessidades apontadas no local foram feitas pela juíza, Vanessa Pelhe Gimenez. Ela apontou para um problema causado pelos próprios detentos que é a rede de esgoto com constantes entupimentos. Por fazerem descartes irregulares na rede precisa-se de uma tubulação maior. Todas as necessidades foram pertinentes e tiveram a garantia de serem sanadas, incluindo a pavimentação de todo o pátio interno e externo, aumento do muro, concerto dos alambrados e manutenção das cercas. Atualmente são doze celas que integram a cadeia pública de Cornélio. Cada cela tem capacidade para doze detentos podendo ser abrigo para mais quando necessário. Atualmente existem 170 pessoas presas no local.

Conquista
Junto com as autoridades que acompanharam a vistoria estava o delegado chefe da 11ª Sub Divisão de Polícia Civil de Cornélio Procópio, João Manoel Garcia. Para ele hoje foi motivo de alegria ver tantas pessoas presentes naquela visita e preocupadas com a mesma causa. “Há cerca de três anos tenho vindo constantemente aqui, acompanhado do presidente do Conseg (Conselho de Segurança Pública), Assad Amin, em busca de vermos o que poderíamos fazer para sanar os problemas que temos. E hoje ver tantas pessoas engajadas, ver que o prefeito Amin em seu primeiro mês de administração já está aqui me deixa muito esperançoso”, revelou o delegado.

A Cadeia
Inaugurada em 24 de maio de 2007 pela Prefeitura de Cornélio Procópio e pela Secretaria de Estado da Segurança Pública, a então nova cadeia pública da cidade passou a ser referência em segurança regional. Com capacidade para 144 detentos o local é composto por modernos dispositivos de segurança. Para a construção da cadeia foram investidos cerca de R$ 120 mil conseguidos através do Governo do Estado com contrapartida municipal. Com a construção do Centro de Detenção foi resolvido um problema que incomodava a população há décadas. Queda nos relatos de fugas e sem superlotação a cadeia é considerada uma das mais seguras da região. Ela é feita em modelo containers e possui móveis de concreto afixados à parede, para evitar incêndios. A sede da cadeia possibilitou a desativação do antigo cadeião da cidade, que foi motivo de reclamação na região central de Cornélio Procópio desde a década de 50, quando foi construído. Para o prefeito Amim Hannouche, o seu relacionamento com o Governo conquistou este investimento que construiu e que agora irá reformar pela primeira vez a cadeia pública da cidade. (Comunicação/Prefeitura)

 

Cornélio Procópio – A prefeitura de Cornélio Procópio lançou recentemente, o programa de refinanciamento de dívidas, o Refis 2017. Segundo o prefeito Amin Hannouche (PSDB), este ano, os contribuintes em atraso poderão escolher a melhor forma para saldar os débitos de impostos como o IPTU, ISS, Alvarás, dentro das suas possibilidades. O prefeito afirmou que os recursos arrecadados com o Refis 2017 deverão ser aplicados na melhoria da infraestrutura local e em serviços básicos da manutenção da máquina pública. “O refinanciamento das dívidas públicas é necessária, porque se o a sua parte e contribua para o crescimento de nossa cidade”, explicou o prefeito Amin Hannouche.

Formas de pagamento
De acordo com o Departamento de Tributação da Prefeitura de Cornélio Procópio, órgão responsável pelo programa de refinanciamento deste ano, os contribuintes poderão optar por uma das cinco condições propostas para este ano. Se o contribuinte quiser quitar a dívida com pagamento à vista, ele terá 100 por cento de desconto sobre os juros e as multas. Para os que preferirem pagar em até duas vezes, o desconto será de 90 por cento sobre juros e multa. Já os que preferirem pagar em até 3 vezes, o desconto sobre juros e multa será de  80 por cento. A prefeitura permite ainda que o contribuinte salde suas dívidas pagando em 6 vezes, com desconto de 40 por cento sobre juros e multa. Para os contribuintes que preferirem pagar a dívida em 12 vezes, o desconto será de 20 por cento sobre juros e multas. Os interessados em regularizar seus débitos com a prefeitura, podem procurar o Departamento de Fiscalização, no cruzamento das esquinas das ruas Mato Grosso e Paraíba no horário normal de atendimento. (Comunicação/Prefeitura)